A Felicidade de cada um …

As felicitações do final de ano me fizeram refletir a respeito da palavra “FELICIDADE”.
O que é a Felicidade?
Há várias interpretações, mas todas elas partem de um mundo interior, associadas ao mundo exterior.
FELICIDADE é um sentimento que está atrelado à nossa sabedoria interior, por isso não dá para “fingir ser-se feliz”. Nossa alma sabe quando não somos e o nosso inconsciente também.
A falta de reconhecimento dos desconfortos escondidos nos nossos porões secretos, podem até encontrar certo alívio na “fantasia da felicidade”, mas certamente, num dado momento, o muro de contenção começará a rachar inundando tudo.
Os motivos da felicidade são únicos para cada pessoa e influenciam seus sonhos, seus desejos, suas metas e sua evolução.
Achei interessante uma abordagem onde são descritas 3 categorias de seres humanos: do TER; do SER e do TER e SER.
Há os que lutam para TER, onde um sonho impulsiona outro sonho e um desejo cria outro desejo. Não há a consciência de que viemos para o mundo de mãos vazias e partiremos da mesma maneira. A Felicidade está no exterior.
Há os que lutam para SER, prevalecendo a consciência do ser no mundo, sem ser do mundo: possuir a si mesmo, numa constante busca de evolução e crescimento.

 Entretanto, nessa corrida frenética, muitas vezes, estes seres se esquecem que ainda são humanos e que, consequentemente, também precisam lutar pela sobrevivência.

A última categoria do TER e do SER, engloba o que há de melhor nas duas anteriores. Estes seres vivem a realidade concreta sem possuí-la e simultaneamente, procuram possuir-se cada vez mais porque tem consciência de que a felicidade está no interior. (individualidade sem individualismo).
Nessa reflexão deparei-me com a diversidade de conceitos sobre a Felicidade:
“As grandiosos essenciais para a felicidade nesta vida são: algo para fazer, algo para amar e algo para esperar”. (Joseph Addison)
“A felicidade é o significado e o propósito da vida, o objetivo e finalidade da existência humana” (Aristóteles)
“ Certa vez um discípulo perguntou a Rajneesh/Osho:
– Onde encontramos SEMPRE a felicidade? Ele respondeu:
“ Abra o dicionário na letra F. Apenas ali você encontrará sempre a felicidade”.
Eu acredito que não existe uma receita única para a felicidade. Ela está no caminho, na busca, em tudo e em todos que fazem parte da nossa jornada!
FELICIDADE é poder sentir que cada dia nos traz uma nova oportunidade de adquirir mais conhecimentos no sentido amplo e poder transformá-los em sabedoria, para uma existência mais plena, mais gratificante e mais realizadora.
FONTE »»